Os 6 Tipos de Ansiedade mais Comuns

A ansiedade é um problema cada vez mais frequente nas nossas vidas. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que pelo menos 25% da população do planeta sofra com algum transtorno de ansiedade.

Por isso, a orientação profissional é importante, pois ela ajudará a identificar o que exatamente você tem e indicar o caminho das pedras para você superar este mal, lembrando que, se você você tiver vergonha de procurar algum psicologo na sua cidade, lembramos que existem diversos sites de psicologos online que fazem as consultas por Skype, vale a pena dar uma pesquisada.

Neste artigo vamos apresentar mais a fundo os tipos de transtorno para que você conheça mais, aprenda a gerenciar a ansiedade e possuir uma boa qualidade de vida.

ansiedade-estresse-insonia

  1. Transtorno de Ansiedade Generalizada

É o estado de preocupação contínua. Seja em qualquer a situação do cotidiano, os pensamentos se concentram em todos os problemas que possam surgir e na vã tentativa de encontrar formas de tentar impedir que aconteçam. Grande parte das pessoas que sofrem deste transtorno de ansiedade acreditam que a ansiedade é um traço normal de sua personalidade e algo indispensável para si. É comum que o problema venha acompanhado de questões físicas, como insônia, problemas gastrintestinais, tensão muscular, entre outros.

  1. Síndrome do Pânico

É um processo de extremo desconforto perante situações elaboradas pela própria pessoa. Em suma, é o medo de ter ataques de pânico e, no final, temer pela própria vida. Ela sente que está tendo um ataque do coração ou que está perdendo o controle ou a consciência. Após o término da crise um novo ciclo pode ser gerado, a partir da ansiedade e do medo provocados pela possibilidade de sentir aquelas sensações novamente.

  1. Fobia Específica

É o medo de algo ou alguma coisa, como de dirigir, de andar de avião, de animais, de entrar na água. Aqui a ansiedade está no pensamento que alguma dessas ações pode ser uma ameaça, como o carro bater, o avião cair, um cachorro morder ou se afogar no mar, por exemplo.  Em casos extremos, a pessoa pode evitar fazer algo para não ter de encarar aquele medo, o que só reforça a fobia, ao invés de superá-la.

  1. Transtorno Obsessivo-Compulsivo

Este transtorno tem como característica pensamentos frequentes ou imagens obsessivas e que causam estresse, como ficar na dúvida sempre se fechou a porta de casa, medo de contaminação ou de descontrole em público. Para conter essa ansiedade, a pessoa pode conferir várias vezes a fechadura antes de sair, lavar as mãos constantemente ou realizar pequenos rituais repetitivos para superar o medo de falar em público. Esse problema pode levar à depressão.

  1. Fobia Social

É o medo de passar por alguma situação embaraçosa em público, seja em reuniões de trabalho, apresentação escolar, festas, encontros. Até mesmo ir a um banheiro público pode ser um tormento. O indivíduo vive uma tensão e ansiedade absurdas, momentos antes de enfrentar uma situação dessas e pode até mesmo se sentir paralisada, levando a evitar interações e a buscar o isolamento.

  1. Transtorno de estresse pós-traumático

É o medo em excesso provocado por algum evento anterior que deixou algum dano ou mesmo proporcionou alguma ameaça à vida. Esse tipo de trauma pode ser desencadeado por violência sexual, acidentes ou mesmo conflitos armados. As pessoas que sofrem deste mal costumam reviver essas cenas traumáticas durante o sono (veja aqui como dormir melhor) ou em imagens que surgem na mente. Esse transtorno pode gerar muita tensão, irritabilidade e vigilância.

Cuidem-se, sempre!

Escola de Psicanlálise de Campinas

O Papel dos Pais na Educação dos Filhos: Como a Depressão Infantil pode Atrapalhar seu Filho

Nesse breve artigo quero trazer para vocês como é importante que os pais estejam ativamente próximos na educação dos filhos, a fim de evitar possíveis distúrbios psicológicos, como depressão, ansiedade, falta de foco, entre outros.

Nesse processo também é essencial a participação dos pais, que devem estar mais próximos dos filhos, cuidar deles e orientá-los.

Manter uma relação saudável com eles poderá contribuir inclusive para perceber mudança de humor ou comportamento fora do habitual ou mesmo conhecer algum episódio que provocou mudanças na criança e sinais de depressão também podem ocorrer.

E essa participação é fundamental durante o tratamento, pois o desenvolvimento da criança está ligado intrinsecamente aos pais, que devem prestar o suporte adequado.

Eles devem estar comprometidos não apenas durante as sessões, mas também estarem abertos ao terapeuta.

Eles precisam observar a criança no dia a dia, participar ainda mais e aceitar as transformações, buscando sempre o objetivo de vê-la bem.

Papel-dos-pais-educacao-filhos

Depressão Infantil: O papel dos Pais

O importante no acompanhamento é oportunizar autonomia à criança, para que ela consiga se desenvolver e superar suas questões internas, ao mesmo tempo em que adquira e reconheça suas habilidades.

O que não quer dizer que ela deve fazer o que quiser, nada disso.

Durante essa construção em conjunto com o psicólogo infantil, a criança terá justamente como referência os próprios pais. Mas não somente aí, eles seguirão sendo espelho dos filhos durante toda a sua formação.

Ou seja, as ações que ele toma ou deixa de tomar tem muito a influência do que ele vê em casa e continuarão tendo após o tratamento.

Por isso é tão importante a participação ativa e de coração aberto dos pais na terapia e no dia a dia dos filhos.

Antes de terminar, vejam esse vídeo abaixo:


 

Se vc gostou, deixe seu comentário abaixo e inscreva-se em nosso blog!

Abraços!

Escola de Psicanálise

Conheça a importância do foco para um melhor desempenho no trabalho

Em um mundo com tantos estímulos e distrações tirando a sua atenção, ser uma pessoa focada nos dias de hoje é condição fundamental para ter sucesso na carreira. O poder do foco é primordial para aumentar a sua produtividade no dia a dia de trabalho e, consequentemente, conseguir alcançar os resultados desejados.

Uma concentração bem desenvolvida na sua mente permite que sejam concluídas as tarefas diárias, sem deixar de lado as nossas metas de curto, médio ou longo prazo. E isso vale para qualquer aspecto de nossa vida: pode ser uma dieta para perder alguns quilos e viver de forma mais saudável; aprimorar os estudos para passar em um concurso ou para aprender um novo idioma; e, claro, para manter a atenção no trabalho e ser bem-sucedido profissionalmente.

Problemas de falta de memória ou dificuldade para memorização é um efeito bastante comum em pessoas que trabalho ou estudam muito para provas e concursos. Alguns cursos, como o método Renato Alves, é uma excelente maneira de melhorar as técnicas de memorização.

E nesse mundo cada vez mais tecnológico, as perturbações de nossa concentração são imensas: redes sociais, aplicativos de mensagem instantânea, e-mails, telefonemas. Sem falar nas conversas paralelas dos colegas de trabalho. Tudo joga contra, então, é preciso dar um basta nessas distrações e manter o foco em você e no naquilo que produz.

foco-no-trabalho-conquista.jpg

Três dicas práticas para que você melhore o seu foco

Para que você mantenha o foco durante o trabalho é importante prestar a atenção em alguns comportamentos e também se permitir a algumas concessões. A seguir indicamos três recomendações que auxiliarão você a render mais e se sentir bem com isso, sem deixar de aproveitar momentos para relaxar, afinal, não podemos comprometer nossa saúde física e psicológica apenas para cumprir o que é pedido.

  1. Foque nas atividades diárias

Manter a concentração nas atividades de rotina é um passo inicial e positivo para você não ficar sem foco. É bastante comum que as diversas demandas e os afazeres cotidianos nos absorva de um modo que nos faça agir no chamado “piloto automático”, fazendo com que tenhamos menos atenção ao que fazemos, o que prejudica o nosso rendimento. Por isso, é necessário manter-se centrado mesmo nas tarefas mais simples do dia.

  1. Não dê ouvidos às distrações

Durante a realização de alguma tarefa importante você deve evitar ao máximo qualquer tipo de distração. Deixe o celular no mudo, não olhe mensagens no computador e dispensas as conversas com colegas fora de hora. E mesmo nas simples, espere terminar uma para pensar na outra e, assim, sucessivamente.

  1. Arrume tempo para se distrair

Para contrapor ao longo período focado em concluir alguma ação você pode estabelecer uma recompensa, como comer ou beber algo que goste, olhar as redes sociais, dar uma volta pelo escritório etc. Importante é que você defina horários para situações que costumam tomar seu tempo. Separe um momento para as tarefas e também para o lazer. Com isso, a distração ajudará você a ter uma mente mais saudável, sem fugir dos seus planos e objetivos.

  1. Dica Bônus

Há algum tempo o Master Coach Paulo Vieira vem transformando vidas através do seu curso online o poder do foco. Com esse treinamento, milhares de vidas estão sendo transformadas em apenas 28 dias. Vale a pena conferir.

Até a próxima!

HIPNOSE PARA DORMIR: O QUE É? COMO FUNCIONA? QUAIS AS BENEFÍCIOS?PRECISA DE REMÉDIOS?

Distúrbios do sono estão entre os complicações mais comuns enfrentados pelas indivíduos nos dias de hoje.A grande abundância de stress agenda pode provocar a estes quadros e provocar dificuldades para dormir , podendo acabar em mais complicações de saúde física e intelectual.

A hipnose para dormir é uma escolha agradável para alimentar os distúrbios do sono, em substituição do consumo de remédios. Conheça essa técnica e como ela pode acrescentar os pacientes.

como acabar com a insonia

O QUE É A HIPNOSE PARA DORMIR?

A hipnoterapia trata-se de uma técnica que visa acessar o subconsciente do paciente para que ele possa ter contato com complicações profundos, e algumas vezes para ele ocultos, que estejam causando transtornos na sua vida.

Indivíduos que sofrem com distúrbios do sono, especificamente a falta de sono, caracterizada pela dificuldade em dormir ou a redução de sono ao longo a noite, são capazes de obter na hipnose a saída para este dificuldade. Várias vezes originária de traumas, do stress e preocupações diárias, a falta de sono pode ser revertida de uma forma natural por intermédio da hipnose para dormir , sem provocar efeitos nocivos.

COMO FUNCIONA ESSA TÉCNICA?

A técnica usada como hipnose para dormir é a hipnose ação. Lhe, o paciente é informado de que somente é hipnotizado quem dessa maneira quer, e ao longo a apresentação, o paciente permanece consciente, no entanto, num estado modificado de alma.

Essa artifício visa favorecer o acesso a informações guardadas na mente, porém que em estado abarrotado de alma não estão claras ou desvendadas para o paciente. Dessa maneira, ele pode ter acesso a fatos e acasos dos quais várias vezes não se recorda, ou por isso, que para ele não parecem possuir uma influência tão forte em seu rotina.

Nesse estado, o paciente não padece a influência do meio nem sequer dos abc externos e sua mente possui liberdade para alcançar cada informação e anotação armazenada no subconsciente. O paciente possui maior acessibilidade de si inclusive e de seus pensamentos, pode aferir e comentar, adquirir lembranças e realizar uma recomendação autocrítica.

LEIA MAIS: Descubra o Que é Hipnose e Quais Seus Vantagens Ao conseguir acessar essas informações o clínico auxilia o paciente guiando seu agudeza, facilitando o acesso às lembranças, analisa as relações do paciente com a família, o trabalho e consigo inclusive. Dessa maneira, reúne dados que vão guiando e conduzindo o tratamento para devolução do quadro.

QUAIS SÃO AS INFORMAÇÕES DA HIPNOSE PARA DORMIR?

É fundamental advertir que nem sequer todo quadro de transtorno do sono está alusivo com questões psicossomáticas. Complicações de ordem física similarmente interferem na qualidade do sono. Dessa maneira, para casos no qual a raiz está nos complicações físicos, a hipnose para dormir pode não aparecer resultado sozinha, porém efetivamente trabalhando como adjunto ou suplemento do tratamento cirurgião.

Para os casos no qual a indivíduo padece com stress, impaciência, síndrome do susto, estados pós-traumáticos, stress, entre outras situações que afetam o anímico e a saúde intelectual, a hipnose para dormir pode trocar o consumo de remédios, alcançando resultados satisfatórios.

HIPNOSE É MELHOR DO QUE REMÉDIOS PARA DORMIR?

Muitas pessoas acreditam que a única maneira de dormir bem é através de remédios e medicamentos para dormir bem. Porém há muitos estudos e pesquisas que apontam a hipnose como ótima forma de sonífero, uma vez que pode ser considerada como uma remédio natural para cair no sono.

QUAIS VANTAGENS A HIPNOSE PARA DORMIR OFERECE?

A hipnose para dormir , como age nas emoções e traumas do paciente, além de devolver as boas noites de sono, similarmente pode abalar todo o estado anímico de uma forma afirmativa.

Como as motivos da falta de sono são capazes de estar em traumas, no stress, entre outros elementos, ao trabalhar estes complicações o paciente similarmente pode ganhar medos, fobias, barreiras e limitações que antes existiam.

Dessa maneira, vê benefício em suas relações interpessoais, seja na família, no trabalho ou entre colegas, e também percebe-se melhor, aumentando a altivez e seu potencial. A hipnose para dormir é uma técnica agradável para ser adotada nos consultórios, e mais uma escolha para se trabalhar com os vários casos que aparecem para o psicólogo.

Voltar à página inicial.